/ Artigos

É Preciso Ser Vegetariano Para Praticar Yoga?

Para começar a praticar Yoga você precisa apenas ser quem você é e começar de onde você esta, pois a prática é um convite, uma filosofia que está de braços abertos para te receber, sem tirar ou colocar.


Não é preciso ser vegetariano ou vegano para começar a praticar Yoga. O que acontece é que este convite e amor incondicional que a prática pode proporcionar faz com que passemos a enxergar determinados assuntos por um outro ponto de vista.

O que queremos dizer com isso?

Após um tempo praticando, um dia, um mês, um ano ou mais, é comum que o praticante passe por um processo de transformação, de entendimento, autoconhecimento e imersão em todas as etapas desta filosofia.

O que não quer dizer que se você já pratica há muitos anos e não se tornou vegetariano, que quem é vegetariano possa ser melhor que você.

O que acontece é que dentro dos principios básicos do yoga, encontrados no texto Yoga Sutras de Patãnjali, foram sistematizado oito passos, sendo estas as principais técnicas e ferramentas para percorrer este caminho.

Os Yamas, primeiro passo que é traduzido como restrição externa, nos orienta com a nossa relação com o mundo.

A primeira restrição seria o Ahimsa, traduzido como não-violência, seja em pensamento, palavras ou ação.

Então, se começarmos a praticar o Ahimsa, o entendimento de comer algo que sofreu uma vibração de violência não se torna mais uma opção alimentar.

Já escutamos diversas vezes a frase “Você é o que você come”, então imagina como seria ingerir alimentos no qual se gerou um processo, uma vibração, uma energia de stress, depressão, entre outras situações.

Podemos também citar as informações que recebemos pelas mídias, questões da indústria, aspecto ambientalista, ecônomico, etc.

É uma questão que tem que partir de cada indivíduo, por isso é cada vez mais comum que você encontre praticantes e professores de Yoga que seguem o vegetarianismo ou o veganismo.

Uma frase escrita pela professora Carla d´Arcanchy também descreve bem este princípio:

“A não violência contra si próprio é tão essencial quanto o respeito incondicional a qualquer manifestação de vida”.

Jéssica Oliveira

Jéssica Oliveira

Publicitária, casada, mãe de 2 filhos de 4 patas e apaixonada por Yoga, praticante a pouco mais de 2 e meio e professora formada pela escola de coração Yoga em Movimento.

Read More